TV Digital

1 – O que é TV Digital?

É uma nova tecnologia de transmissão de sinais de televisão, que proporcionará gratuitamente ao telespectador melhor qualidade de imagens e sons e uma série de novos benefícios, tais como ver televisão quando em deslocamento e interagir com os programas.
2 – Quando começam as transmissões de TV Digital ? Todas as emissoras vão transmitir o sinal digital a partir de dezembro?

Em 02/12/2007 começam as transmissões na cidade de São Paulo. De início, as transmissões de TV Digital serão em UHF e deverão poder captar as transmissões digitais todos os telespectadores que atualmente conseguem captar do ar (via antena externa ou externa) os canais de televisão aberta, em UHF, da cidade de São Paulo. O sistema de TV Digital adotado no Brasil possibilita que, com um trabalho adicional e investimentos por parte das emissoras, sejam também servidas as áreas dentro da cidade que hoje apresentam má qualidade de cobertura dos canais abertos analógicos. Assim, ao longo do tempo, a cobertura da TV Digital dentro das cidades será muito melhor que a atual da TV analógica, atingindo as atuais “áreas de sombra”.
Depois da cidade de São Paulo será a vez de outras capitais e, em seguida, das cidades do interior do pais.

3 – O que preciso ter para ver a TV Digital?

Para ver a TV Digital será necessário:
- Ter condições de receber, no seu endereço, uma transmissão nos canais de UHF. Hoje a maioria das emissoras de TV transmite em VHF; algumas já transmitem em UHF.
- Adquirir um conversor digital, que vai receber a transmissão digital em UHF e
enviá-la para o televisor. Esse conversor está sendo chamado também de “caixinha
conversora “, ”caixinha”, “conversor” e “set-top box”, que é o nome em inglês.
Ligando o seu conversor digital em uma antena de UHF e no seu atual televisor, você terá acesso a quase todas as vantagens que a TV Digital oferecerá ( ver pergunta 3), exceto a alta definição.
- Para ver as imagens em alta definição, você precisará também de um televisor com a capacidade de exibir a alta definição. Esse televisor poderá ser um plasma, LCD ou um televisor de tubo, contanto que disponha de 1080 linhas e 1920 colunas ( veja no manual, antes de comprar o aparelho).
- Em breve, estarão no mercado televisores digitais com o sintonizador embutido, também chamados de televisores digitais integrados, que dispensarão o uso de conversores digitais externos.

4 – O que muda com as transmissões digitais?

Com as transmissões digitais, a televisão terá uma imagem sem fantasmas ou chuviscos, nítida, com som comparável ao de um CD. Além desses são vários os benefícios que a TV Digital trará ao espectador:
ALTA DEFINIÇÃO ou HDTV ( high definition television) ou ainda HD ( high definition)- Programas poderão ser transmitidos com a nitidez e em formato de cinema, a chamada tela larga, ou 16:9.

SOM MULTICANAL – À similaridade do que ocorre em DVDs, o som poderá ser surround .

TV MÓVEL E PORTÁTIL – Haverá a possibilidade de assistir TV dentro de carros (ou ônibus, trens, barcos etc) em movimento, sem que a imagem ou o som falhe. Poder-se-á também assistir em celulares, PDAs, PALMs, Notebooks, Lap tops etc.

MÚLTIPLOS PROGRAMAS – Também será tecnicamente possível para a emissora transmitir mais de um programa simultaneamente, ou então, diferentes tomadas da mesma cena de forma que o telespectador escolha a que mais lhe aprouver.

INTERATIVIDADE – As emissoras poderão também disponibilizar ao telespectador informações adicionais sobre a programação, tais como dados sobre os atores do filme sendo apresentado, resumo do que aconteceu na novela até o capítulo anterior, notas sobre o time que está jogando etc. Para ver essas informações adicionais, o telespectador interagirá com seu conversor digital ou com seu televisor já integrado.
Ligando seu conversor digital ou seu televisor integrado a uma rede de telecomunicações, seja ela de banda larga ou não, o telespectador poderá desfrutar do que chamamos de interatividade completa, interagindo diretamente com o programa, por exemplo, votando em enquetes ou participando de games.
De início, os aplicativos de interatividade serão bem simples ou até inexistentes, mas, com o tempo, deverão tornar-se progressivamente mais interessantes e sofisticados.

EPG ( Electronic Program Guide) – É uma forma bem simples de interatividade, que já se vê, atualmente, nos sistemas de TV por assinatura. São dados sobre a programação dos vários canais, por exemplo, o nome do programa atual e o do próximo programa, e o gênero do programa ( musical, novela, telejornal, etc), Deverá ser oferecido desde a entrada no ar da TV Digital.
5 – A imagem digital é melhor? A novela vai mudar? O futebol vai mudar?

Sim, a imagem digital é muito melhor. Acabam fantasmas, ruídos, contornos borrados (principalmente nas cores), etc. NOVELAS e FUTEBOL vão mudar sim, para melhor. Serão enriquecidos pelas novas ferramentas da TV Digital.

6 – Posso assistir mais de um canal na tela?

Isso você já pode hoje, se o seu televisor tiver o recurso do PIP (Picture in Picture), que permite duas imagens na tela: uma grande e outra pequena, sem som. No controle remoto, você pode trocar os canais e o programa sem som passa a ocupar a maior parte da tela e com som. Na TV Digital é possível que alguma emissora disponibilize mais de um programa no mesmo canal, e se o televisor tiver o recurso do PIP, poderá ver os dois programas no mesmo televisor.

7 – Posso comprar produtos pela TV? Como eu pago?

Caso o conversor digital ou o televisor integrado esteja conectado a uma rede de telecomunicações, por exemplo, uma linha telefônica fixa ou celular ou acesso a banda larga, será possível a compra de produtos utilizando o controle remoto. As formas de pagamento serão definidas pelos donos do produto/serviço, mas, provavelmente, o meio usado será o cartão de crédito.

8 – Vai ter que mudar a fiação da minha casa? É via telefone? Vai ter internet?

É possível que você não precise de uma antena externa ou coletiva e que possa simplesmente usar uma antena interna de UHF. Caso uma antena interna não seja suficiente, então terá que recorrer a uma antena externa em casa ou a uma coletiva no prédio. Se a antena externa ou coletiva não incluir a recepção de sinais em UHF, precisará ser atualizada. As TVs não vão lhe cobrar nada, pois trata-se de televisão aberta, livre e gratuita para a população. Fora de casa você poderá ver televisão, também gratuitamente, em conduções coletivas ou antão instalando um receptor de TV Digital no seu carro. Também haverá pequenos displays portáteis e telefones celulares capazes de captar do ar as imagens das emissoras de TV, e não terá que pagar nada s emissoras de TV por isso. As operadoras de celular vão cobrar as conexões, por exemplo, no caso de você desejar ligar seu conversor digital linha telefônica para desfrutar da interatividade, ou desejar votar em um programa de televisão usando o seu telefone celular.
A navegação na internet através do conversor digital poderá ser possível, mas tudo indica que seja lento e deficiente em relação aos computadores mais comuns. Também será possível o uso do televisor como display de páginas da internet – a visualização nos televisores analógicos é bastante ruim, mas será boa nos displays digitais de alta definição.

9 – Com a TV de tubo que tenho em casa hoje consigo receber o sinal da TV Digital?

Para ver o sinal da TV Digital na TV que se tem hoje, será necessário adquirir um conversor capaz de transformar o sinal digital em sinal analógico. É sempre bom lembrar que a nitidez da imagem será limitada pela resolução da tela da TV. Nesse caso a resolução será a do tubo. Mas o conversor poderá, por exemplo, trazer ao telespectador o benefício de imagem sem fantasmas ou chuviscos. Poderá também permitir ao telespectador ter acesso a aplicações interativas.

10 – Se eu comprar uma TV de plasma ou LCD hoje, não vou precisar comprar o conversor de sinal? Ouvi dizer que elas já são digitais.

Diz-se que as TVs de plasma ou LCD são digitais devido ao processamento interno da imagem, que já é digital. Mas nenhuma das TVs de plasma ou LCD comercializadas até meados de 2007 dispõe de circuito interno de recepção de sinais de TV Digital. Para utilizá-los como displays de TV Digital, será necessário comprar o conversor de sinal. No segundo semestre de 2007, começarão a surgir no mercado TVs de plasma ou LCD com o conversor integrado e aí não será necessário comprar um conversor externo.

11 – Tenho que comprar um conversor ? Quanto vai custar? Quem vende?

A compra do conversor permitirá ao telespectador desfrutar de vários benefícios da TV Digital, como imagem e sons límpidos e informações adicionais sobre o programa, mesmo que não compre um televisor novo. Mas, se não desejar ou não puder comprá-lo (provavelmente haverá financiamentos interessantes), poderá continuar assistindo os canais analógicos da mesma forma como os recebe hoje, em seus aparelhos analógicos.
Ainda não é possível precisar os preços finais dos conversores, pois estão em desenvolvimento. As primeiras estimativas apontam para preços entre R$600 e R$800. Os conversores estarão venda nas principais lojas do varejo; a maioria dos fabricantes de TVs vai produzi-los.

12 – Todos os programas transmitidos de forma digital serão no formato 16:9? Como vou assistir a programação 16:9 na minha TV 4:3?

Nem todos os programas serão transmitidos no novo formato de tela de cinema, ou o chamado 16:9. Quando você receber o formato de tela de cinema no seu televisor comum, duas faixas pretas aparecerão, acima e abaixo da imagem. Como os atuais DVDs players, os conversores digitais deverão possibilitar ajustes diversos de formato das imagens pelo espectador, por exemplo, permitindo que o telespectador que disponha de uma TV 4:3 opte por eliminar as duas faixas pretas em 16:9 para ter sua tela completamente preenchida.

13 – Eu tenho uma TV LCD/Plasma, HD. Quando começarem as transmissões digitais, vou receber a alta definição em casa?

Todos os atuais televisores necessitam de um aparelho externo para sintonia dos novos canais digitais, o chamado conversor digital. Para ver as imagens de alta definição transmitidas pelas emissoras de TV, você precisará conectar um conversor digital ao seu TV LCD/Plasma HD e a uma antena de UHF. É possível que baste uma antena interna de UHF , mas, se ela não for suficiente, então você poderá usar uma antena externa ou coletiva.

14 – Ano que vem já vão lançar TVs que não precisam de conversor?

É muito provável.

15 – Toda TV Digital é de alta definição?

Não. A transmissão poderá ser digital com definição padrão, ou seja, semelhante a das transmissões analógicas, mas sempre será sem fantasmas, chuviscos ou ruídos.
16 – Todas as transmissões digitais terão o áudio estéreo ou 5.1?

De inicio, haverá poucos programas com áudio 5.1, que deverá ser mais freqüentes em filmes, uma vez que eles já são produzidos, hoje, com trilhas sonoras multicanais. Ao longo do tempo, mais e mais programas serão produzidos com áudio 5.1, por exemplo, programas musicais. O áudio estéreo deverá ser bem mais transmitido do que hoje, mas o áudio mono ainda deverá acompanhar produções antigas ou produtos mais simples, durante algum tempo.

17 – Se tiver áudio 5.1 como faço para reproduzir o som na minha casa/escritório?

É necessário que o som da TV, ou do conversor digital, seja conectado a um aparelho de áudio externo 5.1, e assim o som será reproduzido nas caixas acústicas com essa característica .
É possível que alguns TVs ou conversores disponham de saídas para caixas acústicas, eliminando a necessidade de ter um aparelho de áudio adicional. É importante conferir essas características na hora da compra das TVs de plasma ou LCD e dos conversores.
O áudio da nossa TV Digital é diferente dos atuais Home Theatres, mas os fabricantes de televisores e conversores deverão oferecer solução para que os usuários possam usar seus equipamentos já adquiridos.
18 – O sinal é UHF ou VHF? Precisa de antena especial?

Os primeiros canais da TV Digital, na cidade de São Paulo, serão em UHF, mas há previsão de canais futuros de TV Digital em VHF, do 7 ao 13.
Precisa de antena UHF. Hoje elas já são usadas para captar os canais analógicos em UHF existentes em São Paulo, mas alguns sistemas de antena coletiva não dispõem delas.

19 – Como vou saber qual é o canal digital de cada emissora ?

Você sintonizará o canal digital digitando o número do atual canal analógico de cada emissora no controle remoto de seu conversor digital ou televisor integrado. Automaticamente, ele sintonizará as transmissões digitais da emissora em questão. Caso elas não estejam no ar, então, ele sintonizará as transmissões analógicas da mesma emissora. Esse recurso tem sido chamado de canal virtual, mas pode ser que algum modelo de televisor não tenha esse recurso.

20 – Todos os canais vão ter transmissão digital automaticamente?

A oferta de TV Digital depende de ações das emissoras, que precisam investir em novos equipamentos e operá-los, sem prejuízo da transmissão analógica que vai continuar no ar. Depende também do Governo emprestar para cada emissora um novo canal, para que as tecnologias analógica e digital convivam durante alguns anos até que toda população esteja preparada para receber os sinais da TV Digital. Está previsto para 29/06/2016 o desligamento da TV analógica.

21 – Tenho TV a cabo digital ou analógica (NET/TVA) ou via satélite (Sky/Direct) na minha casa. O que devo fazer para receber o sinal da TV Digital? Será automático, ou seja, vou receber o sinal pelo decodificador que já tenho em casa?

As TVs por assinatura hoje transmitem digitalmente a programação das emissoras, mas não em alta definição. O assinante de TVs por assinatura terá duas opções para receber os sinais de TV Digital:
1. Comprar o conversor digital e interligá-lo a sua TV e a uma antena (que poderá ser interna ou externa, dependendo do local da residência/escritório). Ele, dessa forma, continuará recebendo a programação da TV por assinatura pela sua atual caixa da operadora de TV por assinatura, e os sinais das TVs abertas, gratuitamente, pelo novo conversor de TV Digital.
OBS: A forma de interligar as duas caixinhas s TVs irá variar caso a caso e dependerá do tipo dos diferentes modelos de caixinhas e de TVs.
2. Quando as TVs por assinatura também distribuírem por suas redes os sinais TV
Digital, seus assinantes não precisarão mais utilizar o conversor digital. Mas,
mesmo nesse caso, as operadoras de TV por assinatura deverão disponibilizar novas
caixas para seus assinantes que terão a capacidade de alta definição.

22 – A NET Digital já está oferecendo a TV Digital?

A NET e outras operadoras de TV a cabo vêm digitalizando suas plantas de transmissão, buscando oferecer um serviço melhor aos seus assinantes. Já a TV Digital é a nova geração de televisão aberta e gratuita, através da qual as emissoras oferecerão gratuitamente um serviço melhor ao telespectador. Por conta da TV Digital, as emissoras iniciarão a alta definição, que ainda não é oferecida pelas operadoras de TV por assinatura. As operadoras precisarão trocar as caixinhas para oferecer a alta definição a seus assinantes.

23 – Sou síndico de um prédio que tem uma antena coletiva, mas não tem assinatura de nenhuma TV a cabo. Preciso trocar a antena do prédio para receber o sinal digital? Os condôminos precisam comprar algum equipamento adicional?

Caso a antena coletiva esteja em boas condições para receber os canais de VHF (canais 2 ao 13) e UHF (canais 14 ao 69), ela não precisará ser trocada, porém cada morador precisará comprar sua caixinha conversora, parecida com as usadas na TV a cabo ou via satélite, para poder usufruir quase todas as vantagens da TV Digital em seu aparelho atual, como a imagem perfeita e sem ruído. Porém, para ter o sinal de Alta Definição, será necessário que o morador tenha adicionalmente um televisor HDTV (High Definition TeleVision).
Vale ressaltar que as transmissões digitais ocorrerão nos canais de UHF. É possível que em alguns casos as distribuições das coletivas existentes tenham desempenho adequado apenas para recepções em VHF, ou que não estejam preparadas para distribuir toda faixa de UHF. Portanto, nesses casos será necessário incorporar a antena de UHF para receber os sinais digitais.

24 – Moro na fazenda e recebo o sinal da TV via parabólica. Quando começar a TV Digital vou receber o sinal automaticamente?

A TV Digital é a nova geração de televisão aberta terrestre, em UHF , e não está relacionada com outros tipos de distribuição, tal como a televisão distribuída via satélite, que é captada pelas parabólicas. Mas você continuará recebendo, normalmente, o sinal da parabólica.

Fonte

Uma ideia sobre “TV Digital

  1. marcerlo

    ola sou marcelo bermatech gostaria deverseposso usar mina skypara mais teves sem pagar nada tambem veseminha sky pode asersar internertou algo parecido ou setemuma antena queposa fazertudoisso com aceso a internet

Deixe uma resposta